Metodologia

COMO FUNCIONA O RECOLHIMENTO

Todos os clientes receberão um vasilhame (bombona plástica de 50 ou 30 litros) onde será armazenado o óleo usado de fritura. O veiculo da Recóleo visita regularmente todos os clientes cadastrados, através de  uma rota pré-determinada, recolhendo as bombonas cheias e deixando outras vazias, previamente limpas. A Recóleo prioriza sempre a higiene das cozinhas dos estabelecimentos, seguindo as normas da vigilância sanitária.

O volume do óleo coletado é permutado por produtos de limpeza (vassouras, rodo, pano de chão, pano de prato, pá de lixo metálica, etc.), uma medida necessária para incentivar o armazenamento pelos responsáveis dos estabelecimentos conveniados. Em caso de grandes volumes de óleo (> 1000 litros), outras medidas de permuta são estudadas caso a caso.

A permuta do óleo usado por produtos de limpeza acontece no mesmo momento da coleta do óleo armazenado. Em seguida, será anotado o volume do óleo coletado, em impresso próprio, especificando todos os dados necessários para um futuro acerto da compra com o cliente. Todo o óleo coletado é encaminhado para nossa empresa, onde será tratado. Cada bombona é identificada segundo o código do cliente fornecedor.

Depois de transportado para a Recóleo, o óleo é peneirado e colocado nas caixas de decantação, onde permanecerá por 24-48 horas. Após esta etapa será feito uma sangria, onde será retirado a água.

Todos os resíduos sólidos (farinhas, resto de alimentos) são separados, secos é destinados à empresa competente para fazer o descarte correto. A empresa está implantando, em parceria com a Icatu Meio Ambiente Ltda. um rigoroso controle de qualidade laboratorial do óleo recebido, o que irá evitar possíveis contaminações (óleo mineral, outros contaminantes).

O sistema de captação, controle e tratamento do óleo de cozinha adotado em nossa empresa não só contribui para diminuir a quantidade de óleo de cozinha que ia para a rede de esgotos mas também reduz sensivelmente o descarte final de resíduos sólidos para os  aterros sanitários dos municípios envolvidos.

O óleo já tratado é bombeado, a seguir, para os tanques de estocagem. Os vasilhames (bombonas) serão lavados com detergente neutro e água quente, ficando prontos para nova coleta. Todo o esgoto gerado no lavador (esgotos não domésticos, END) é tratado segundo o programa PRECEND da COPASA. Esses efluentes passam por uma série de caixas sifonadas, tanques de decantação e de separação com vários estágios. Esse processo garante a separação dos resíduos, da gordura animal e ainda garante uma melhor qualidade do efluente final a ser enviado para a rede de esgotos.

DESTINO FINAL DO ÓLEO DE COZINHA USADO

O óleo de cozinha pode ser reaproveitado de várias maneiras. Existem uma série de aplicações industriais para o óleo de cozinha usado.  Dentre elas, podemos mencionar seu uso na fabricação de massa de vidro, como aditivo no preparo de pré-moldados de concreto, como solvente de tintas, como matéria prima usada na indústria de óleos lubrificantes automotores, como insumo para cosméticos, como combustível para caldeiras e, principalmente, para a produção de biodiesel.

BIOCOMBUSTÍVEL

O grande consumidor final do  óleo usado

R. Flor da Paixão, 35 - Jardim Alvorada - Belo Horizonte/MG
Fone: (31) 3418-5790 / 0800 031 3418 -contato@recoleo.com.br
©2017. Recóleo. Todos os direitos reservados
Desenvolvido por: Italic